Pesquisa personalizada

domingo, janeiro 11, 2009

Cobrinha espera ano de guerra

Faixa-preta ganhou tudo em 2008
Rubens Charles, o Cobrinha, fechou 2008 com o título mundial (onde foi tri), o pan-americano (bi), o Mundial Sem Kimono (bi) e o Pan-Americano Sem Kimono. Eleito por GRACIEMAG como o lutador de maior consistência do ano passado, o craque da Alliance reviu seu ano e avaliou o peso de suas conquistas. Aproveitou para fazer previsões para 2009 e ainda mandou um recado às novas gerações de estrelas, que chegam da faixa-marrom sedentas para desbancar os astros atuais.
Cobrinha, após ganhar tudo, qual foi sua maior dificuldade no ano que passou?
O pior foi brigar contra o meu corpo. Era para eu ter ficado fora do Pan e do Mundial, mas felizmente tive pessoas que acreditaram em mim. Primeiro foi o Romero Jacaré me dando força e moral. Depois, e não vou esquecer jamais, o Fabio Gurgel chegou aos EUA e fomos começar o treino. Ele logo me chamou para dar um treino, e me disse: “Cobrinha, do jeito que você está, você vai lutar e vai ganhar!”. Na hora eu dei risada porque eu sabia que as minhas condições eram as piores, mas quando esse tipo de apoio vem de pessoas com tamanha experiência, conta muito, e decidi topar o desafio. Hoje só tenho a agradecer.
Em 2007 você foi bicampeão mundial sem sofrer uma vantagem sequer. O ano de 2008 foi ainda melhor para você?
Para mim 2008 foi um ano excelente, que avalio como uma fase boa na minha vida. Continuo fazendo o que gosto, que é lutar, e consegui lutar todos os campeonatos que tive oportunidade. Como destaque, primeiro conquistei o Pan-Americano (contra Bruno Frazatto), e depois o Mundial (contra o mesmo Bruno), após uma final maravilhosa que para mim é inesquecível. É sempre bom ganhar um título... E finalizando é melhor ainda! Não contei quantas lutas fiz este ano, nem quantas finalizações, infelizmente. Mas de uma coisa tenho certeza, sempre luto em busca da finalização.
O que espera de 2009?
Ainda não tenho certeza, mas se tudo certo irei para o Europeu. De qualquer forma no Pan estarei lá com certeza, e já espero de 2009 um ano de guerra, no bom sentido!
Minha categoria é tão dura que não tem favoritismo. Para piorar, a cada ano que passa chegam novos talentos no Jiu-Jitsu, como eu acompanho sempre, muitas vezes pelo site GRACIEMAG.com. Tem o garoto Isaque Paiva, que não conheço, mas vi que o garoto mal pegou a faixa-preta e já mostrou que não está para brincadeira. Também não posso deixar de falar do Rafael Mendes, que veio da marrom recentemente e já mostra maturidade.
Aproveito para deixar aqui uma crítica construtiva para outros atletas que vem chegando, que procurem mostrar o seu Jiu-Jitsu nos campeonatos, e não fazendo promessas do tipo “que vai fazer e acontecer” porque às vezes parece fácil mas não é. Sei que todos querem conquistar o seu espaço dentro do esporte, mas para isso é preciso respeitar todos os adversários, e nunca subestimar ninguém. O lance é fazer a sua parte, que é treinar e depois pôr seu jogo em prática.
Fonte GracieMAG

Um comentário:

intelligence disse...

If you could give more detailed information on some, I think it is even more perfect, and I need to obtain more information!
runescape powerleveling