Pesquisa personalizada

sábado, maio 02, 2009

Surpresa no absoluto do World Pro JJ Cup

Tarsis Humphreys raspa Bráulio no fim e fica com o ouro em Abu Dhabi

A noite de sexta-feira corria muito bem para Bráulio Estima. No primeiro dia de competições do World Pro JJ Cup, em Abu Dhabi, o pernambucano colecionou sucessos, especialmente contra adversários da rival Alliance. A primeira vítima foi Fabio Gurgel, ainda na disputa da categoria até 95kg. Uma raspagem logo no início da luta garantiu a passagem do Carcará às semifinais, que serão disputadas neste sábado. O desafio seguinte foi o absoluto.

Depois de passar por Rafael Lovato Jr, Bráulio foi poupado de lutar contra o duro Alexandre de Souza, que não se sentiu bem e abandonou a disputa. A substituição, porém, não representou boa notícia para Estima. O próximo adversário seria ninguém menos do que Marcelo Garcia, de volta às competições de kimono após dois anos. Marcelo vinha de finalizar exatamente o irmão de Bráulio, Victor, com um estrangulamento pelas costas. Numa espécie de revanche familiar, o Carcará devolveu o estrangulamento ao mineiro, mas através de um belo triângulo quando eram passados pouco mais de dois minutos de combate.

Enquanto isso, do outro lado da chave, domínio da Alliance. Gabriel Vella e Tarsis Humphreys foram passando pelos adversários até se encontrarem na semifinal. Tarsis superou Tiago Braga e depois passou apertado por Zumbi Lara. Nas quartas, mais um gaúcho no caminho. Tarsis superou o duro Bento Ribeiro antes de cruzar com Vella, que vinha de vitórias sobre Anthony Peroshi, Edmilson Conceição e Victor Costa. A semifinal entre companheiros de treino não aconteceu e a decisão sobre quem iria a final levou em conta o último Capital Challenge, realizado na Jordânia, no fim de 2008. Na ocasião, Tarsis abriu para Vella.

Quando a final começou, uma minoria entre os presentes ao Tennis Court da Zayed Sports City acreditava em um triunfo do paulista sobre o atual campeão europeu absoluto. E Tarsis sabia disso. “Sei que os meus resultados recentes não foram os ideais, mas sofri com contusões em 2008 e precisei reformular meu regime de treinamentos. Mas sempre confiei no meu Jiu-Jitsu”, avaliou Humphreys, revelando que passou a dar mais atenção à preparação física: “Comecei a treinar em São Paulo com o Edmilson Dantas, que é o técnico da seleção brasileira de levantamento olímpico”.

Na final, Bráulio saiu na frente com uma raspagem, mas não conseguiu evoluir o jogo, preso na boa guarda do pupilo de Fabio Gurgel. Um ataque ao pé garantiu uma vantagem a Tarsis, que precisava de dois pontos para passar a frente. Com 40 segundos apenas restando, Bráulio foi punido por falta de combatividade e precisou se mexer. Isso criou o espaço que Humphreys precisava para tentar uma raspagem, com menos de dez segundos sobrando. A estratégia deu certo e o juiz encerrou a luta com os dois pontos assinalados e a vitória de Tarsis por uma vantagem. Bem humorado, Gurgel brincou: “Falei para o Bráulio que a casa dele ia cair na pior hora”.

O pernambucano reclamou bastante da arbitragem, pela punição sofrida e por achar que a raspagem não teria sido estabilizada por três segundos. Mas, no fim, reconheceu que não teve no final o que teve durante todo o dia: “Esteve tudo sob controle durante todo o campeonato, menos nos cinco segundos finais”.

O World Pro JJ Cup segue neste sábado, com as semifinais e finais de cada categoria, tanto das faixas azul e branca, quanto as faixas roxa, marrom e preta. Siga ligado no GRACIEMAG.com para saber de tudo que está rolando em Abu Dhabi.
Fonte GracieMAG

Nenhum comentário: