Pesquisa personalizada

sábado, maio 02, 2009

Mundial Profissional define seus campeões

Um marco na história do Jiu-Jitsu. Assim pode ser definido a primeira edição do Mundial Profssional, que acabou a pouco no Abu Dhabi International Tennis Complex, nos Emirados Árabes. O evento contou com a presença do Sheik Mohamed Bin Zayed, que presenciou grandes combates e boas surpresas. O evento distribuiu mais de 100mil dólares em premiação. Na faixa-preta, o campeão levou 7mil dólares, o vice-campeão 3mil e os terceiros colocados mil dólares cada. Quem se deu bem foi Tarsis Humphreys, que levou a bolada de 14mil dólares. Depois de faturar o absoluto ontem, vencendo Bráulio Estima na final, Tarsis Humphreys faturou a categoria até 85kg ao passar por Zumbi Lara por 2x0 na semifinal, mesmo placar que aplicou na final em Vitor Estima, que havia finalizado Paulo Ricardo na semifinal com uma chave de pé.

Rafael Mendes acaba com a hegemonia de Cobrinha

Outro grande destaque foi a vitória de Rafael Mendes na categoria até 65kg. Depois de finalizar Renato Tavares na semifinal, Mendes encarou o tricampeão mundial, Rubens Charles Cobrinha, que além de ter batido Rafael nas duas vezes que se enfrentaram, não sabia o que era perder a três anos. Rafael começou raspando Cobrinha, que devolveu com a mesma moeda. Depois de conquistar duas vantagens, Rafael voltou a frente ao placar, mas logo em seguida Cobrinha empatou (4x4). Faltando apenas 30 segundos para o final da luta, Rafael voltou a raspar e segurou até o final para vencer por 6x4 e levar o ouro.

Michel Langhi bate Marcelinho Garcia

A final entre Michel Langhi e Marcelinho Garcia na final até 75kg foi um treinão. Companheiros de equipe na Alliance, os dois não entraram para se “matar”, mas fizeram um bom espetáculo para o público. Depois de empatar em 0x0 no placar, Langhi, que havia derrotado Claudio Calasans por 8x4 em um lutão, foi apontado pelo juiz como vencedor da luta contra Marcelinho, que havia finalizado Michel Maia na semifinal com um mata-leão. “Independente do resultado, o que importava era o título para a equipe. O Marcelinho é o melhor do mundo e eu me espelho muito nele”, disse Langhi.

Rodolfo supera Batista e leva categoria até 95kg

Faixa-marrom de Jiu-Jitsu, Rodolfo Vieira entrou como zebra e saiu como campeão. Apesar de ser o atual campeão absoluto da faixa marrom, Rodolfo tinha pela frente nomes como Rafael Lovato e Bráulio Estima, a quem venceu na semifinal por 2x1 nas vantagens. Na final, Rodolfo pegou um velho conhecido, Antônio Peinado, o Batista, que passou na semifinal por Lúcio Lagarto por 4x0. Esse foi o terceiro encontro entre os dois talentos da nova geração da arte suave. E pela terceira vez Rodolfo saiu vencedor. Depois de vencer Batista na final do absoluto marrom do mundial 2008 e derrotá-lo na final da seletiva sul-americana para o mundial profissional, Rodolfo aplicou três vantagens e saiu vencedor.

Alexandre de Souza conquista o ouro acima de 95kg

Lutando uma categoria acima do que está acostumado, Alexandre de Souza se deu bem e faturou o ouro e mais 7mil dólares. O faixa-preta de Crolin Gracie finalizou Lucas Sachs na semifinal e encarou na final Gabriel Vella, que vinha de vitória sobre Bento Ribeiro por 11x0. A final entre os dois foi uma reedição da final da seletiva sul-americana para o Mundial Profissional, quando Alexandre de Souza venceu e conquistou a vaga. A história se repetiu, mas com muito mais emoção. Alexandre começou fazendo 2x0 rápido com uma raspagem e conquistou duas vantagens. Atrás do placar, Vella empatou em pontos com uma inversão e conquistou em seguida uam vantagem. Nos segundos finais, Vella foi para o tudo ou nada e quase passou a guarda de Alexandre, mas o tempo acabou e Alexandre venceu por uma vantagem a mais.

Confira amanhã uma super galeria de fotos do evento, entrevista com os campeões e muito mais. Fique ligado no site TATAME e não perca um lance deste primeiro Mundial Profissional de Jiu-Jitsu, que pode ser a virada do esporte no mundo.
Fonte TATAME

Nenhum comentário: