Pesquisa personalizada

quinta-feira, março 05, 2009

Especialista fala sobre sexo antes das lutas

Antes da luta contra BJ Penn, no UFC 94, Georges St. Pierre afirmou que ficaria seis semanas sem fazer sexo. Em entrevista à TV Globo, em 2008, Rodrigo “Minotauro” também revelou que adota a conduta. “Parece que tira um pouco da energia das pernas da pessoa, você tem um foco de energia aqui no meio (barriga) e isso aí mexe um pouco, você fica com a perna um pouco mais lenta, não te responde tanto. Dá uma tremedeira nas pernas, uma fraqueza (risos)”, garante. Mas, será mesmo que dá resultado?

O médico Dr. Johnny Benjamin, especialista em medicina esportiva e membro da Comissão de Boxe e MMA, falou ao site MMAJunkie sobre a questão. “Essa doutrina é tão antiga quando o esporte em si. Como muitas crenças, passou de geração a geração e passou a ser admitido como um fato. Os níveis de testosterona estão ligados diretamente à agressão (geralmente, quanto maior o nível de testosterona, mais agressiva é a pessoa). A crença comum diz que os níveis de testosterona se esgotam com a atividade sexual, mas estudos clínicos provaram que isso é mentira”, contou o médico, indo além.

“Na verdade, é justamente o contrário. A atividade sexual aumenta os níveis de testosterona, enquanto períodos de abstinência (seis a 12 semanas – período curto para algumas pessoas) diminui significativamente a testosterona (em muitos casos, a níveis comumente visto em crianças). Em esportes de combate e contato, o aumento da agressividade seria visto como um benefício pelo aumento de testosterona”, garante o especialista.

Apesar da constatação fisiológica, Dr. Benjamin aponta para a questão psicológica. “Analisar e quantificar a psique humana é uma tarefa difícil. O nível de ansiedade e estresse associado ao sexo varia de pessoa para pessoa e de relacionamento para relacionamento. Por isso, fazer uma análise geral é difícil. A mensagem é ter o máximo de descansar, hidratação e nutrição para uma performance melhor. No início dos treinos e antes da data da luta, é normal experimentar e descobrir o que funciona melhor para você quando o assunto é sexo e performance. Crie uma rotina pré-luta que funcione para você e continue com ela”, finalizou.
Fonte TATAME

Nenhum comentário: