Pesquisa personalizada

sexta-feira, março 13, 2009

Cobrinha luta Pan em busca do tri

Peso pena quer igualar número de conquistas que tem no Mundial
Ele é tricampeão mundial de Jiu-Jitsu (2006, 2007 e 2008) e bicampeão do Pan-Americano (2007 e 2008). É evidente, portanto, que esse ano o peso pena Rubens Charles “Cobrinha” queira sagrar-se tricampeão da 13ª edição do Pan 2009, que será realizado na cidade de Carson, Califórnia, entre os dias 27 e 29 de março.
E foi o que Cobrinha confirmou: “Com certeza irei em busca do tri. Sei que não vai ser fácil, ou melhor, nunca foi. Mas confio no que estamos fazendo aqui em Atlanta, na matriz da Alliance”, disse.
No final de semana passado, Cobrinha recebeu a primeira graduação na faixa-preta e uma importante palavra de incentivo de seu mestre, em Atlanta. “Nunca em minha vida vi alguém com tanta sede de vencer. Nunca tive de falar com ele pra treinar ou fazer isso ou aquilo”, elogiou Jacaré em entrevista ao GRACIEMAG.com, na segunda-feira.
Com energias renovadas e com muito desejo de competir, Cobrinha recebeu as palavras do mestre com carinho e as retribuiu, na entrevista que concedeu ao GRACIEMAG.com, sobre sua participação no Pan de 2009.
“Quero agradecer ao Romero Jacaré que tem me ajudado muito. Ele não esteve muito bem de saúde ultimamente, mas já dá para ver o quanto ele está melhor. Vem puxando os meus treinos todos os dias, mesmo ainda se recuperando”, afirmou Cobrinha.
E fique atento, pois amanhã, dia 14 (sábado), é o dia do término do primeiro prazo de inscrições proposto pela Federação Internacional de Jiu-Jitsu (IBJJF). Quem garantir sua vaga no Pan até amanhã, vai ter desconto na inscrição, que será de Us$82. Já quem preferir fazer a inscrição entre 15 e 21 de março se enquadrará na tarifa de US$ 98. Para fazer sua inscrição, clique aqui.
Leia a seguir a entrevista concedida pelo faixa-preta da equipe Alliance:
Qual é a sua expectativa para o Pan de 2009? Como está se sentindo?
As expectativas são as melhores até porque estou treinando como se fosse conquistar o meu primeiro título. Estou me sentindo ótimo, vendo que a cada dia consigo melhorar alguma coisa no meu jogo. É claro que eu não faço isso sozinho, tenho a experiência do Romero Jacaré.
Como vê a importância do Pan para o calendário do Jiu-Jitsu?
Vejo que o Pan é tão importante quanto o Mundial. Vejo também como uma preparação para podermos corrigir as falhas para lutar o Mundial.
No Pan, você foi campeão em 2007 e 2008. Se for esse ano será tri. Como trabalha essa perspectiva?
Da melhor forma possível que é treinando e procurando melhor sempre para não ter surpresas. Com certeza irei em busca do tri. Sei que não vai ser fácil, ou melhor, nunca foi. Mas confio no que estamos fazendo aqui em Atlanta, na matriz da Alliance.
Você é tri campeão mundial do peso pena. Se acumular um tri também no Pan como você se sentirá? Como avalia essa possibilidade na sua cabeça?
Vou me sentir como se tivesse cumprido mais uma missão, porque quando vou para um campeonato vou como se eu estivesse indo para a guerra, no bom sentido. Vou com as melhores armas que eu possuo. Avalio que essa possibilidade existe, até porque tenho melhorado muito a minha parte técnica. A categoria pena vem com nomes como você, Rafael Mendes e Guilherme Mendes, Mário Reis, e talvez Jeff Glover. A categoria vai ferver.
Qual análise faz dos adversários? Você falaria de algum oponente mais duro ou complicado de pegar?
Acho que essa categoria vai pegar fogo. É difícil para eu citar um nome até porque todos vêm treinando para conquistar o seu espaço, então na hora da luta quem errar menos terá grandes chances. Procuro respeitar todos os meus adversários da melhor forma possível que é estudando o que eles fazem de melhor.
Como foi e tem sido seu treino para esse campeonato?
Meu treinamento aqui tem sido excelente não tenho do que reclamar. Tenho ótimos treinos aqui em Atlanta. Essa semana chega mais uns garotos do Brasil para me ajudar ajustar o que está faltando.
Você guarda na cabeça algum momento especial no Pan de 2007 e 2008?
No pan de 2007 eu jamais vou esquecer, foi a primeira vez que eu entrei nos EUA, indo direto para Atlanta na academia do mestre Romero Jacaré, na qual fui convidado para dar um seminário com celebridades como Fábio Gurgel e Marcelo Garcia. Depois daí eu recebi uma proposta do Romero Jacaré para poder ajudá-lo a ministrar aulas na academia da Alliance em Atlanta. Para mim foi umas das melhores coisas que pode vir acontecer naquele momento. 2008 é mais triste, mas também tem muita importância, porque faltando duas semanas para o Pan eu torci o meu joelho. Estava desacreditado de poder lutar, mas recebi um apoio moral do Fábio e consegui superar. Ou melhor nós conseguimos.
Para fechar, quais são seus planos para 2009? Algum projeto novo que te anime?
Meu plano para 2009 é continuar resultados nas competições. Esse ano temos o ADCC. Estou no aguardo para um possível convite.
Fonte GracieMAG

Nenhum comentário: