Pesquisa personalizada

quinta-feira, julho 31, 2008

Os princípios do Budô, uma filosofia desconhecida por muitos lutadores

Lendo textos sobre os princípios do Budô, a palavra japonesa “budo” é formado por dois caracteres o “bu” que pode ter algumas interpretações, sendo as mais aceitas “ação de valor” e “modo corajoso de viver” e somado ao “do” que significa “o caminho para a verdade”. È um importante texto que todo lutador deveria ler como objeto de estudos e reflexões. Ao ler essa filosofia de vida, começou a vir na minha mente situações que a medida que você for lendo irá certamente se lembrar também de amigos de treino e fatos que ocorreram em sua academia, ou que você já tenha ouvido falar que ocorreu em outros dojos.
Os ensinamentos do Budô deve ser estudado pelo lutador e praticado de forma ativa em seus treinos, que certamente essa prática começará a trazer resultados.Muitos dos ensinamentos do Budô são experimentados particularmente através de uma auto-reflexão e mudança de hábitos. Sempre em busca de uma melhora como lutador e de pessoa para outra pessoa aumentando em muito a qualidade do seu treino.

Em muitas escolas de artes marciais na antiguidade os iniciantes eram obrigados a decorar, ou redigir de seu próprio punho uma espécie de “termo de compromisso” com pontos ou itens básicos para poderem então entender e se desenvolver em seus estudos marciais, esses ensinamentos inclusive eram para serem praticados dentro e fora do dojo, dos ringues e centros de treinamentos.. .

Para vocês terem uma idéia do que estou falando aqui vai um pequeno exemplo. Numa dessas escolas de artes marciais, do séc. XVII os alunos aprendiam que as três proibições impostas eram as seguintes: DESISTIR, PORTA-SE MAL E SER GROSSEIRO.

DESISTIR, sentimento que devemos impedir em todos os aspectos, perseverar para vencer nossos obstáculos e dificuldades, quem não passou já por períodos em que tinha a sensação que o treino “não rendia”? Parece que não evolui, não consegue soltar o jogo e lutar bem, as posições não entram. Nesses momentos é que temos que ter garra e ir em frente. Outro ponto é PORTAR-SE MAL, que pode ser aquele cara marrento, se acha poderoso, é aquele lutador que se julga sabedor de tudo e que ninguém pode saber mais do que ele, e quase impossível aprender algo com um amigo de treino e não quer treinar com quem ele “julgue” que não esteja a altura de seu nível técnico.Hierarquia, respeito e ordem no dojo é fundamental mas existem aqueles lutadores que mudam sua maneira de tratar as pessoas de acordo com a sua faixa. E por último SER GROSSEIRO, existem lutadores que confundem treino duro com grosseria, e até por comentários desnecessários ou críticas destrutivas para colegas de treino acabando muitas vezes esses lutadores ficando sem treino e sendo bastante comum na hora do treino livre esses lutadores serem “evitados”.

A prática do Budô por nós lutadores é essencial e traz melhoras não só no individual como no coletivo em nossas academias refletindo numa melhora em todos os aspectos nos treinos.
Fonte TATAME

2 comentários:

lotto sweepstakes disse...

Considering the fact that it could be more accurate in giving informations.

EboRâguebi disse...

Beijing 2008 Olympic Events