Pesquisa personalizada

domingo, setembro 27, 2009

ADCC 2009 define seus campeões no peso

Alguns favoritos caíram, surpresas apareceram, mas o domingo promete ainda mais emoções. Depois dos homens e mulheres definirem as semifinais do ADCC no sábado, e Ronaldo Jacaré derrotar Robert Drysdale na super luta, as disputas pelo ouro nos pesos já terminando, coroando favoritos e algumas surpresas. Confira abaixo os detalhes de todas as lutas dos pesos, trazendo 13 medalhas para o Brasil no peso, e fique ligado para saber como será as disputas pelo absoluto do ADCC, de olho numa vaga na super luta de 2011, contra Jacaré.

MASCULINO:

+99kg: Werdum fatura o título; Saulo anuncia aposentadoria

Semifinais:

Fabrício Werdum x Saulo Ribeiro
Jeff Monson x Roberto Abreu

Numa luta bastante técnica e equilibrada, Werdum e Saulo mostraram que não estavam dispostos a perder a vaga na grande final. Com o placar permanecendo em 0x0 durante todo o tempo, a luta foi para o overtime. Tentando a queda, Werdum chegou a jogar Saulo em cima dos fotógrafos. A poucos segundos do fim, Saulo quase conseguiu a queda, mas Werdum defendeu bem. No final de uma emocionante luta de 20 minutos, Werdum ficou com a vaga na final na decisão, para a alegria da sua torcida organizada. Na outra disputa, que acontecia simultaneamente no ginásio espanhol, Jeff Monson e Roberto Cyborg fizeram uma luta bastante equilibrada. No fim, o Jiu-Jitsu de Cyborg prevaleceu e ele enfrentará Werdum pelo título.

Final: Fabrício Werdum x Roberto Abreu

No começo da luta, Werdum tenta pegas as costas de Cyborg, mas não consegue. Num rápido movimento, Cyborg chega às costas de Werdum, colocando os ganchos e tentando um mata-leão, mas o atleta do Strikeforce se defende bem. A partir daí, a luta ficou presa por alguns minutos, mas quando a pontuação começou a valer, Werdum começou a abrir vantagem. Derrubando Cyborg, Werdum passou a guarda e começou a dominar a luta, abrindo 9x0 no placar. Com a vitória garantida, Werdum e Cyborg deram um show de fair play, “jogando capoeira” nos últimos segundos de luta, antes de Roberto saudar o campeão do ADCC 2009. “Queria agradecer aos espanhóis por terem vindo e, em especial, à minha torcida”, comemorou Werdum, falando em espanhol ao público.

Bronze: Saulo Ribeiro x Jeff Monson

De quimono, trocando a calça por uma bermuda, Saulo enfrentou o ex-lutador do UFC, Jeff Monson. O placar ficou intacto durante toda a luta. Pouco depois de encaixar uma leg-lock, Saulo viu o tempo acabar e ele ficar sem a medalha, sendo derrotado por Monson. Sem o bronze, Saulo pegou o microfone e agradeceu a platéia, anunciando a sua aposentadoria das competições.

-99kg: Xande é bi; Pezão finaliza Glover e leva o bronze

Semifinais:

Xande Ribeiro x Vinícius Pezão
Glover Teixeira x Gegardi Rinaldi

Vinícius Pezão, o grande destaque do primeiro dia, ao finalizar Cavaca e Pé de Pano, acabou parando na experiência do bicampeão mundial absoluto de Jiu-Jitsu, Xande Ribeiro. Pezão começou agressivo, tentando puxar o braço de Xande, que defendeu bem. Em seguida, Pezão surpreendeu com uma justa chave de pé, novamente bem defendida pelo bicampeão absoluto, que acabou com a vitória. Na outra semifinal, Gegardi Rinaldi eliminou o campeão da seletiva brasileira, Glover Teixeira, também por pontos.

Final: Xande Ribeiro x Gegardi Rinaldi

Atual campeão do Abu Dhabi, Xande defendeu o título contra Gegardi Rinaldi. Numa luta bastante travada, Gegardi tentava surpreender o brasileiro, tentando encaixar uma guilhotina na marra e, tempos depois, uma omoplata, mas o bicampeão absoluto de Jiu-Jitsu defendia cada tentativa com facilidade. No final, Xande faturou o bicampeonato por 2x0 no placar.

Bronze: Vinícius Pezão x Glover Teixeira

Numa disputa bastante movimentada, Pezão conseguiu uma bela raspagem e tentou encaixar um arm-lock. Glover defendeu, mas depois teve que escapar de outra chave de braço e um omoplata, mas conseguiu. Insistindo no braço, Pezão conseguiu a finalização com um arm-lock e a medalha de bronze.

-88kg: Bráulio finaliza Galvão com triângulo invertido

Semifinais:

André Galvão x David Avellan
Bráulio Estima x Rafael Lovato

Um dos favoritos ao título do peso, André atacou o joelho de David Avellan, mas o gringo conseguiu escapar e, em seguida, também atacou a perna do brasileiro. No fim, o brasileiro ficou com a vaga por pontos (2x0). Numa das semifinais do peso, o confronto brasileiro entre Bráulio e Lovato terminou mal para o último. Após um embate bastante técnico, Bráulio ficou com a vaga ao finalizar o adversário, mas Lovato teve que sair amparado, com fortes dores no joelho.

Final: Bráulio Estima x André Galvão

Não faltou emoção na final até 88kg. Partindo para cima no começo, Bráulio atacou o pé de Galvão, tentando repetir a finalização sobre Lovato, mas Galvão defendeu bem. Abrindo dois pontos no placar, Bráulio conseguiu uma finalização espetacular contra Galvão. Encaixando um triângulo invertido e atacando na chave de pé ao mesmo tempo, Bráulio só precisou esperar pelos três tapinhas. “Posso ser suspeito para falar, mas achei incrível. Estou muito feliz por ter vencido”, comemora Bráulio.

Bronze: David Avellan x Rafael Lovato

Na luta pelo bronze, Lovato, que já vinha lesionado da semifinal, acabou batendo em poucos segundos de luta. Sabendo da lesão do brasileiro, David Avellan buscou atacar Lovato justamente na perna lesionada, forçando Rafael a bater para não piorar a lesão.

-77kg: Popovic surpreende Marcelinho na final; Gregor Gracie fica com o bronze

Semifinal:

Marcelinho Garcia x K-Taro Nakamura
Pablo Popovic x Gregor Gracie

K-Taro eliminou dois brasileiros para chegar à semifinal do peso, mas Marcelinho Garcia se encarregou de segurar o japonês. Com poucos minutos de luta, Marcelinho encaixou um estrangulamento e mandou K-Taro de volta para o Japão. O duelo entre Pablo Popovic e Gregor Gracie, único representante da família no segundo dia do ADCC, permaneceu com o placar em 0x0. Nos últimos segundos, Pablo encaixou um mata-leão, que o brasileiro poderia bater a qualquer momento. Porém, o tempo acabou antes dos três tapinhas, dando a vitória a Pablo por pontos.

Final: Marcelinho Garcia x Pablo Popovic

Tricampeão da categoria, Marcelinho Garcia era o favorito para conquistar o título. Atacando Popovic desde o começo, tentando finalizar no calcanhar e no braço, Marcelinho esbarrou em Popovic. O placar não saia do 0x0, enquanto Marcelinho reclamava que Popovic puxava seu short, o que é proibido pelas regras do ADCC. A poucos minutos do fim, Marcelinho encaixa uma omoplata, mas Popovic se defende. Com uma raspagem, Marcelinho abre dois pontos de vantagem, mas, a menos de dez segundos do fim, Popovic conseguiu passar a guarda e virar o placar para 3x2, quebrando a hegemonia do brasileiro na competição.

Bronze: K-Taro Nakamura x Gregor Gracie

Se K-Taro Nakamura foi o algoz dos brasileiros no sábado, sua sorte não se repetiu hoje. Após preder para Marcelinho, o japonês caiu diante do único representante da família Gracie no domingo, Gregor, que ficou com o terceiro lugar.

-66kg: Rafael Mendes supera Cobrinha em lutão

Semifinais:

Rani Yahya x Rubens Cobrinha
Léo Vieira x Rafael Mendes

Tetracampeão mundial de Jiu-Jitsu, Rubens Cobrinha enfrentou o atual campeão, Rani Yahya, pela vaga na final. Desde o começo, Cobrinha atacava o braço de Rani, que se defendia como podia. Após alguns minutos, Cobrinha conseguiu finalmente encaixar a kimura e finalizar Yahya. Na outra disputa, Rafael Mendes encaixou um justo triângulo de mão, mas Leozinho suportou bem. Quando a luta voltou ao centro, Leozinho tentou uma chave de pé, bem defendida por Mendes.

Após pegar as costas, Rafa tentou encaixar um mata-leão e depois tentou sair no braço, mas Leozinho conseguiu defender. Na segunda vez que encaixou o mata-leão, Leozinho não resistiu e bateu. Após a vitória, Rafa “lamentou” a finalização sobre um dos maiores nomes do ADCC. “Estou feliz por ter feito uma boa apresentação, mas não queria que isso tivesse acontecido. Tenho uma grande admiração por ele, treinamos juntos”, disse Mendes. Antes da disputa do bronze, Rani Yahya e Leozinho confirmaram que não disputariam o bronze.

Final: Rubens Cobrinha x Rafael Mendes

Numa das finais mais movimentadas da edição 2009 do ADCC, Rafael Mendes e Rubens Cobrinha reeditaram o polêmico confronto que tem esquentado as principais competições de Jiu-Jitsu. Partindo para cima desde o começo, Rafael tentou finalizar Cobrinha diversas vezes, encaixando triângulos de mão três vezes e trabalhando as chaves de calcanhar. Em resposta, o tetracampeão mundial de Jiu-Jitsu escapava de cada tentativa de finalização e respondia com chaves de calcanhar.

Com quatro a quatro no placar, os dois lutadores precisaram do segundo tempo extra para definir a luta. No final da luta, Rafa conseguiu pegar as costas de Cobrinha e tentou encaixar um mata-leão, que foi bem defendido. No final, Rafael derrotou Cobrinha e faturou seu primeiro título no ADCC. “Estou muito feliz, é o primeiro ADCC que estou participando e esse é o reflexo do meu treinamento”, comemorou Mendes. “Estava treinando muito... O Ramon estava nos Estados Unidos e não pode ajudar, então quem me ajudou muito foi o meu irmão, o Caporal, Calasans, Durinho”.

Bronze: Ryan Hall x Jeff Glover

Com a lesão de Yahya, a disputa pelo bronze teve novos atletas. Com o braço fraturado, Yahya não entrou no ringue, assim como Leozinho Vieira. No seu lugar, Ryan Hall entrou de gaiato e acabou faturando a medalha, por 3x2, contra Jeff Glover.

FEMININO:

+60kg: Hannette fatura o título; Cyborg é bronze

Semifinais:

Penny Thomas x Cris Cyborg
Hannette Staack x Rosângela Conceição

Campeã do Strikeforce, Cris Cyborg enfrentou Penny Thomas para manter o sonho do ouro vivo. Com o placar ficando em 0x0 durante toda a luta, o confronto foi para o overtime. Com a luta adversária no chão, Cyborg foi para cima e acabou acertando uma joelhada no rosto da adversária. Punida com dois pontos negativos, a brasileira precisava partir para cima para ficar com a vitória, mas não conseguiu passar a guarda e acabou derrotada na pontuação. No duelo Jiu-Jitsu x Luta Olímpica entre Hannette Staack e Rosângela Conceição, a representante da arte suave segue firme e representa o Brasil na final.

Final: Penny Thomas x Hannette Staack

Uma das favoritas a conquistar a categoria, Hannette Staack fez uma boa luta contra Penny Thomas, que eliminou Cris Cyborg na semifinal. Numa luta bastante movimentada, Hannette ficou com a vitória com uma chave de pé, adicionando o título do torneio mais importante do Submission do seu currículo, que já possui sete títulos mundiais de Jiu-Jitsu.

Bronze: Cris Cyborg x Rosângela Conceição

Numa luta de pouca movimentação, a campeã do Strikeforce se viu na necessidade de partir para cima após sofrer uma pontuação negativa, mas conseguiu se recuperar e ficou com a terceira colocação, com direito à tradicional dança da Chute Boxe.

-60kg: Luanna fatura o ouro; Hillary fica com o bronze

Semifinais:

Hillary Williams x Sayaka Shioda
Luanna Alzuguir x Laurence Cousin

Uma das surpresas do primeiro dia, Hillary Williams, que finalizou a favorita Megumi Fuji nas quartas-de-final, enfrentou Sayaka Shioda, que eliminou a brasileira Bianca Andrade. Instantes depois de defender uma chave de braço, Shioda devolveu na mesma moeda, finalizando a americana com um justo arm-lock.

Tentando ser a representante brasileira na final ate 60kg, Luanna fez uma luta dura com Laurence. No overtime, Luanna chegou a encaixar um mata-leão, mas a americana resistiu. No segundo tempo extra, com o placar permanecendo em 0x0 após 15 minutos de luta, Luanna abriu dois pontos, enquanto sua oponente foi punida com um ponto negativo. No fim, a brasileira ficou com a vitória e segue firme na final.

Final: Sayaka Shioda x Luanna Alzuguir

Mantendo a hegemonia brasileira no ADCC 2009, Luanna teve que trabalhar logo no começo, fugindo da tentativa de chave de pé de Sayaka Shioda. Pegando as costas no final da luta, a brasileira abriu 3x0 e ficou com o título da categoria.

Bronze: Hillary Williams x Laurence Cousin

Caindo na semifinal, a surpresa da competição, Hillary Williams, que treina Jiu-Jitsu há apenas três anos, dominou a disputa pelo bronze e, com 9x0 no placar contra Laurence Cousin, ficou com a medalha.
Fonte TATAME

Um comentário:

Anônimo disse...

MMA, or mixed martial arts, requires discipline and adherence to a proper schedule of strength training.
[url=http://www.mma-workout.org/]Brazilian Jujitsu[/url]